Há seis anos ao lado das comunidades atingidas

Exposição das imagens produzidas por participantes do programa de extensão em 2017, realizada em 5 de novembro

O programa de extensão Sujeitos de suas histórias existe desde 2015. Vínhamos realizando nossas atividades com comunidades de Mariana quando fomos atravessados, como toda a cidade, pelo rompimento da Barragem de Fundão, da Vale/Samarco/BHP. Desde então, passamos a atuar, desde fevereiro de 2016, junto a esses sujeitos e a essas comunidades.

Nossa atenção tem sido voltada, especialmente, às crianças e aos/às adolescentes que foram deslocados à força dos espaços de convivência, sociabilidade e pertencimentos, territórios perdidos graças à ação da máquina minerária. Infâncias e adolescências que, de devir, nas comunidades de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo, passaram a ser infâncias de um entre lugar, de espera, de incertezas.

Hoje, quando se completam seis anos do rompimento, voltamos às memórias do que temos produzido ao longo desses anos para nos somarmos às demandas de reivindicação da reparação integral para todas e todos que se declaram atingidos, e que essa reparação inclua perdas materiais e afetivas, financeiras e também simbólicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s